Book tag: os sete pecados capitais da leitura

0 Flares 0 Flares ×

Olá, pessoal!

Conforme prometido, mais uma tag. Essa é baseada nos sete pecados capitais. O lance é associar um livro do meu acervo a cada um dos pecados que nos condena ao fogo eterno.Vamos lá!

1. Ganância: qual é seu livro mais caro? E o menos caro?

Acho que meu livro mais caro não é de literatura. Além de dicionários, posso citar Teoria da argumentação, de Chaim Perelman e Lucie Olbrechts- Tyteca, que custa em torno de 100 reais.

Livros baratos? tenho vários porque adoro sebos! Tenho vários livros que paguei entre 7 e 10 reais. Para citar apenas um: Infância, de Graciliano Ramos. Não me lembro exatamente quanto paguei, mas certamente foi menos de 10 reais.

2. Ira: com qual autor você tem uma relação de amor e ódio?

Saramago. Adoro esse autor, mas por que escrever sem aquelas marcações tradicionais a quais estamos acostumados, como travessão para marcar as falas e tal? Em todos seus livros, Saramago trata de temas improváveis e/ou fantasiosos, ou seja, já nos deparamos com situações não convencionais, ele poderia facilitar nossa leitura escrevendo de forma convencional. Agora, já me acostumei como o modo de escrever dele, mas lembro-me que meu contato inicial com o autor foi para o vestibular de minha primeira faculdade. Tive que ler Memorial do convento e foi sofrido na ocasião, mas o livro é excelente.

3. Gula: que livro você devorou sem vergonha alguma?

Não tenho vergonha de devorar livros, mas, para não deixar a resposta sem graça, citarei As cidades invisíveis, de Ítalo Calvino. Esse livro é realmente uma viagem. Maravilhoso! Preciso reler.

4. Preguiça: qual livro você tem negligenciado devido à preguiça?

Por preguiça…? Não sei, mas há livros que preciso de fôlego e  de tempo para dar conta da empreitada. Como exemplo, posso citar os dois volumes do Fausto, de Goethe. Tenho esses volumes há um bom tempo, mas sempre acho que não estou com tempo ou mente tranquila o suficiente para dar conta deles.

5. Orgulho: que livro tem mais orgulho de ter lido?

Grande Sertão: Veredas, de Guimarães Rosa. Aha! Tudo bem que tive que ler esse livro para um curso de Literatura Brasileira do Curso de Letras, mas eu li. Muita gente fugiu desse curso e escolheu outro professor para a disciplina, mas eu escolhi esse curso justamente para ler o famigerado de Guimarães Rosa. É muito bom, mas é difícil. Principalmente para quem não tem muito contato com o linguajar mineiro, mas essa é a facilidade que tenho: a mineirice foi meu diferencial competitivo para ler Guimarães Rosa.

6. Luxúria: quais atributos você acha mais atraentes em personagens masculinos e femininos?

Minha pergunta/pecado favorita! Adoro duas personagens femininas da literatura são a Capitu, de Memórias Póstumas de Brás Cubas (Machado de Assis) e a Marteuil, de As relações perigosas (Choderlos de Laclos). A esperta Capitu não merecia o tonto do Bentinho, ela é muito engenhosa, inteligente… Admirável! Já a Marteuil é uma dominatrix. Adoro o filme também (Ligações perigosas), lembro-me muito bem de Glenn Close dizendo ao Valmont: “Eu sei que nasci para dominar o seu sexo… E vingar o meu. Hahahaha”. Amei!

7. Inveja: que livros você gostaria de receber de presente?

A bibliotecária de Auschwitz, de Antonio G. Iturbe. Meu aniversário já passou, o dia do bibliotecário também, mas estamos aí.

DSC_0894

Gostaria que vocês também respondessem a essas questões ou apenas a algumas delas, aqui embaixo, nos comentários. Prometo interagir, responder todas e trocar experiências literárias.

Viaje na leitura, já que a vida real é insuficiente!