Book tag: viajando com os livros

0 Flares 0 Flares ×

Olá pessoal!

Esta tag foi criada pelo canal Fetiche Literário. Meu dever é relacionar livros à lugares, físicos ou emocionais. Vamos conferir?

1. Um livro que te levou para um lugar fantástico.

Cem anos de solidão, de Gabriel García Marquez. Macondo!

2. Um livro que te levou para outro continente.

Desonra, de Coetzee, nos leva para a África.

3. Um livro que te levou para um lugar desértico.

Ensaio sobre a cegueira, de José Saramago. A cegueira coletiva nos leva para um lugar desértico e desolador.

4. Um livro que te levou para um lugar triste.

Germinal, de Émile Zola. Já falei bastante desse livro por aqui. A riqueza de detalhes da situação dos mineiros do século XIX nos deixa bem angustiados e deprimidos.

 5. Um livro que te levou para um país que você gosta.

O mundo de Sofia, de Jostein Gaardner, me levou para a Grécia. Amo!

6. Um livro que te levou para um lugar que você não gostou.

A divina comédia, de Dante. Gosto do inferno, não.

7. Um livro que te levou para a floresta.

Macunaíma, de Mário de Andrade. Aliás, esse livro nos leva para todos os lugares.

8. Um livro que te levou para guerra.

 Os cus dos Judas, de Lobo Antunes. O livro não é muito fácil de ler, pois a narrativa em fluxo de consciência exige bastante atenção da parte do leitor, mas nos transporta a situação de conflito e dominação portuguesa na Angola.

9. Um livro que você levou em uma viagem.

Levei o primeiro volume de Em busca do tempo perdido, de Proust quando fui para a França, mas não consegui ler tudo. O primeiro volume é No Caminho de Swan, tive dificuldade em entrar na leitura, mas foi o suficiente para saber que o livro é bem bom.

10. Um livro que te levou para uma época passada.

Vários! Poderia citar os livros de Dickens, os de Balzac… Como exemplo, citarei O pai Goriot, de Balzac.

DSC_0908

Gostaria que vocês também respondessem a essas questões ou apenas a algumas delas, aqui embaixo, nos comentários. Prometo interagir, responder todas e trocar experiências literárias.

Viaje na leitura, já que a vida real é insuficiente!