Comer em São Paulo: Ponto Chic

0 Flares 0 Flares ×

Venho falar de comida e vou tratar de mais um lugar tradicional em São Paulo:

Ponto Chic 

DSC_0246

Localizado no Largo do Paissandu e inaugurado em 1922, esse espaço já está próximo de completar 100 anos. Perceberam local e data? A Semana de Arte Moderna aconteceu nesse mesmo ano e logo ao lado, no Teatro Muncipal. Não é por acaso que boa parte dos artistas dessa Semana frequentava o local. Estou falando de Mário de Andrade, Tarsila do Amaral, Oswald de Andrade, Raul Bopp e Anita Malfatti.

Na época, era um dos principais pontos da vida noturna paulistana, mas o espaço não tinha nome. Por ser luxuoso (para a época, é bom lembrar), atraía elites e intelectuais da cidade e ficou conhecido como “lugar chique” até ser batizado como Ponto Chic.

Voltando à contemporaneidade, a grande maioria das pessoas que vêm a esse lugar, eu inclusive, buscam pelo:

IMG_20150404_132514512[1]

Vejam que o luxo de outrora já se foi e agora o ambiente é de boteco mesmo. E um boteco não muito modernoso. Creio que preferem manter assim para sempre nos lembrar que foi inaugurado no começo do século passado.

IMG_20150404_132439284_HDR[1]

Estão vendo aquele busto na imagem acima? É o Casimiro Pinto Neto. Quem é ele? Ora, é o criador indireto do sanduíche famoso. Criador indireto porque ele se dirigiu ao sanduicheiro e descreveu como deveria ser feito o sanduíche que gostaria de comer. Os amigos que foram experimentando o sanduíche também gostaram e pediram um igual. E o famoso, o estrelo do post:

IMG_20150404_133000018[1]

Bauru do Ponto Chic! Ah… devo dizer que há uma razão para o sanduíche ter esse nome. Lembram-se do Casimiro Pinto Neto? Falei dele no parágrafo anterior. Como ele nasceu em Bauru, era esse o apelido dele, que era bem conhecido por aqui, pois estudava Direito e foi militante na Revolução de 1932. Criador do sanduíche + apelido “Bauru” = sanduíche bauru.

Já ouvi dizer também que esse é o verdadeiro bauru. O que há de diferente nele? Tudo. Esqueça o presunto, o tomate e o orégano do bauru convencional. Nesse há outras coisas: rosbife, picles e uma infinidade de queijos fundidos.

IMG_20150404_133018730[1]

Merece a fama? Merece. É bem gostoso. “Dilícia”!

Para terminar, adorei esse papel a guisa de jogo americano.

IMG_20150404_131639828[1]

Atualmente há outros Pontos Chic por aí (Perdizes, Paraíso, Boulevard), mas esse é o primeiro e o famoso.

Ponto Chic

Largo do Paissandu, 27 – Centro

Fone: 11 3222-6528

Funcionamento: de segunda a sábado, das 11h às 22h

Muito +

Veja toda a série Comer em São Paulo

Veja a série Conhecer São Paulo

Veja a série São Paulo que Vale a Pena