Comida colombiana

0 Flares 0 Flares ×

Quando pensamos em viajar, uma das possíveis preocupações é a comida local (vai ter coisa esquisita?, é limpinho?, vou gostar?…), por isso resolvi mostrar um pouco das comidas que vi e experimentei ou só vi em minhas andanças por Cartagena e Bogotá.

Não pensem que se come o mesmo tipo de comida nos dois lugares, compreendemos bem a diferença na alimentação se lembrarmos que o clima das duas cidades é bem diferente. Vamos ver primeiro o que costumamos encontrar em Cartagena e região. 

Como a cidade é muito quente, encontramos com frequência tudo relacionada à refrescância e comidas leves. Falar em refrescância é falar em sorvete.  

20160109_182300

Uma das sorveterias badaladas por aqui é La Paleteria (2, Cl. 35 #03-86). Os sorvetes daqui são maravilhosos.

20160109_182744

Outra opção são as frutas, o calor é tanto que às vezes só as frutas são suficientes para o almoço.

DSC_1085

É muito comum por aqui consumirem manga em saquinho. Embora a que eu comprei estivesse razoavelmente madura, é comum venderem manga verde com sal e limão.

20160109_141616

Considerando que é região praiana, então, haja peixe.

20160109_235830

Abaixo, além do peixe, também temos um alimento muito comum na Colômbia, a banana da terra frita.

20160110_144958 20160111_163253

Herança da cultura africana, oriunda dos escravos, vemos por aqui a inserção de côco em vários pratos. Nas imagens acima, temos arroz com côco, que é adocicado, gostoso. 

20160109_235608

A limonada de côco é uma delícia! Parece um frapê. Imperdível!

Voltando  aos peixes, sempre encontraremos a oferta de ceviche.

20160112_134326

Experimentei o ceviche, mas não esses da imagem acima, mas o da imagem abaixo.

20160110_234318[1]

Agora, vou indicar dois lugares e mostrar o que eu comi em cada um deles.

20160110_001640

O Accion de Gracias é um restaurante simples, com boa comida, bom atendimento e barato. Ele fica em frente ao Parque Centenário, quase em frente à praça que conduz à Torre do Relógio.

20160109_235844

Aqui eu comi o ceviche de algumas imagens atrás e as opções acima. O custo de uma refeição (com bebida) aqui é em torno de 25.000 pesos (+ ou – 33,00 reais). 

Um restaurante um pouco mais caro, mas com opções mais sofisticadas e  comida típica é o La Casa de Socorro.

DSC_1148

O ambiente é descolado, agradável.

20160113_150124 20160113_150120

Aqui comi estes patacones: banana da terra frita, creme de iogurte e peixe desfiado com molho. Delicioso! Estes patacones custaram 16.000 (+ ou – 21,00 reais).

20160113_150844

Agora vamos falar das comidas em Bogotá. Como a cidade fica a mais de 2000 metros acima do nível do mar, costuma ser fria até mesmo no verão. Explicando melhor: o sol é forte, arde a pele, mas se você estiver na sombra, sentirá frio.

Vamos à comida.

20160119_152914

O que é considerado prato comercial por aqui é algo parecido com o que há nestas duas imagens (acima e abaixo): arroz, um tipo de carne (à escolha), legumes (cozidos ou crus e acompanhamentos como abacate, banana e batata.

20160121_150932

Aliás, os alimentos mais comuns por aqui são: batata, banana, abacate e milho. É difícil ver um prato sem ao menos um desses ingredientes.

20160120_151229

As sopas são entradas quase que obrigatórias por aqui. São muito saborosas e sempre temperadas com coentro. Na imagem abaixo, temos também o suco de lulo, que é uma delícia. Creio que o lulo seja o nome que dão por aqui ao cajá, ou é da mesma família dessa fruta brasileira.

20160121_150455

Um prato que não sosseguei enquanto não experimentei foi o ajiaco (abaixo), uma sopa feita com batata, peito de frango, milho, creme de leite e alcaparras. Como acompanhamento, temos arroz e abacate. Adorei!

20160122_152636[1]

Agora,  vou indicar um restaurante por aqui.

20160116_151629

La Casserole fica na Av. Jimenez, pouco antes (sentido Cerro Monserrate para o centro) da entrada do Museu do Ouro. 

20160116_151642

Aqui, você paga um preço único (13.000 pesos; + ou – 17,00 reais). Nesse valor estão inclusos salada à vontade, sopa, suco de frutas e três opções para prato principal.

20160116_152447

O prato principal é composto por arroz, batata assada com sal grosso e um tipo de carne.

20160115_154930[1]

Vamos agora à comida de rua, coisas que encontramos em várias cidades do país.

DSC_1122

As arepas são tão tradicionais por aqui que são até industrializadas e vendidas em supermercados.

20160117_152612

Consiste numa espécie de panqueca feita com massa de milho. Pode ser vendida simples, como na imagem acima, ou com vários recheios.

20160116_191429

Chips de banana da terra não podiam faltar.

20160116_192002

As obleas são bolachonas de wafer, na qual você põe o recheio que quiser. É muito comum o recheio de arequipe, uma espécie de doce de leite de baixa qualidade. Não achei nada demais, porém não sou boa referência porque não sou fã de doces.

20160116_192152

Veja um pouco dos doces locais, bem parecidos com que já conhecemos: cocadas, coisas recheadas com arequipes etc. Guardadas as devidas proporções (literalmaente), esse negócio parece aquele que provei na Holanda, lembram? O stroopwaffle. Vejam:

DSC_0626.jpg

O stroopwaffle é mais gostoso. Muito mais. Voltemos à Colômbia.

20160116_191326

Por último, cito dois estabelecimentos que encontrarão em cada esquina da Colômbia. A primeira opção é a la francesa, Crepes & Wasffles, lugar para comer crepes doces e salgados e sorvetes.

20160120_183517

O segundo estabelecimento é o Juan Valdez, um café estilo Starbucks. 

20160122_182949[1]

Também há em várias esquinas do país a Hamburgueria El Corral; algumas são versão gourmet e têm outros pratos mais interessantes que os hamburgueres.

Muito +

Veja os posts de Bogotá

Veja os posts de Cartagena das Indias

Veja todos os posts de Colômbia