Conhecer São Paulo: Arquivo Histórico de São Paulo

0 Flares 0 Flares ×

Orgulhosamente venho falar de um espaço pouco conhecido em São Paulo, aliás, os arquivos do Brasil são pouco conhecidos, de modo geral. Vamos conhecer um pouco do…

Arquivo Histórico de São Paulo 

DSC_1135

O Arquivo Histórico de São Paulo (AHSP) foi criado em 1907 para preservar a memória da administração pública municipal. O que isso quer dizer? Significa que essa instituição recolhe, organiza e permite acesso pleno aos documentos públicos.

O acervo desse arquivo é composto por mais de 4.500.000 documentos, dentre mapas da cidade, projetos arquitetônicos, registros dos cemitérios da cidade etc. Dentre os fundos que compõem o acervo estão os da Prefeitura Municipal de São Paulo, Câmara Municipal de São Paulo, Intendências Municipais, Comissão do IV Centenário da Cidade, Serviço Funerário Municipal e vários outros fundos particulares desde o século XVI até a primeira metade do século XX.

A biblioteca é composta por materiais (livros, revistas, jornais) sobre história do Brasil, do estado e da cidade de São Paulo, além de arquitetura, preservação do patrimônio histórico e cultural e memória social. 

DSC_1132

Em 1998, o AHSP foi transferido para o Edifício Ramos de Azevedo, construído entre 1908 e 1920, em estilo clássico.  Nesse edifício funcionava o antigo Gabinete de Eletrotécnica da Escola Politécnica de São Paulo. Vejam que eu não minto, lendo a placa abaixo que fica logo na entrada no edifício.

DSC_1145

Como fiz uma visita no sábado, não tive acesso ao acervo do AHSP, mas, em compensação, tive a oportunidade de fazer uma visita guiada e aprendi muito sobre a história do prédio e do acervo. Vejamos um pouco da arquitetura interna:

DSC_1136

 Nem preciso dizer que o pé direito dessa entrada é altíssimo, né? 

DSC_1137 DSC_1144

A vista de dentro para fora é bonita também. 

DSC_1141

Este vitral representa uma das formações de Ramos de Azevedo, que é a arquitetura; simetricamente, do outro lado, há outro vitral representando a outra formação dele, a engenharia.

DSC_1147

 Estava esquecendo de dizer que esses vitrais são originais, feitos pela primeira casa especializada nesse segmento no Brasil.

Agora vou falar de um espaço bem legal, o auditório. O formato em U desse espaço permite uma acústica incrível.

DSC_1148

Maravilhoso esse lustre enorme.

DSC_1149

 Outro detalhe de arquitetura interessante é o banheiro feminino. Percebam pelas imagens abaixo que há mictórios. Isso porque, não nos esqueçamos que era um prédio onde funcionava uma faculdade de engenharia, que era frequentada essencialmente por homens, logo mictório por todos os lados. 

DSC_1150 DSC_1151

Agora um espaço que está bem legal: o subsolo. Percebam que está sem revestimento, tal qual a Pinacoteca, outra obra de Ramos de Azevedo. 

DSC_1152

 Reparem o edifício é estruturado por esses arcos romanos, que sustentam a construção.

DSC_1153

 Do lado de fora ainda há esses espaços, reparem naquele prédio lá no fundo, com detalhes em vermelho. Lá funcionará a Comissão da Verdade. Não sei quando isso será efetivado, mas foi bom saber.  

DSC_1155

Foi um local que adorei conhecer, não apenas pela arquitetura, mas pelo tipo de informação que podemos encontrar aqui. Vimos no início deste post os tipos de documentos contemplados pelo acervo, o que significa que quem quiser tirar passaporte europeu pode conseguir parte dos documentos necessários aqui, por meio dos registros dos cemitérios, os óbitos.  Aqui também há documentos que podem ajudar a resolver conflitos de herança por meio dos registros de imóveis. Legal, né?

Arquivo Histórico de São Paulo

Praça Coronel Fernando Prestes, 152

(11) 3396-6000

Bom Retiro (estação Tiradentes do metrô)

 

Muito +

Veja toda a série Conhecer São Paulo

Veja a série São Paulo que Vale a Pena

Veja a série Comer em São Paulo