Conhecer São Paulo: Cemitério da Consolação

0 Flares 0 Flares ×

Na série São Paulo que Vale a Pena tento fazer city tours virtuais narrativos por São Paulo. Na série Comer em São Paulo indico lugares para comer. Nesta nova série, Conhecer São Paulo, tratarei de lugares específicos e de suas atratividades. Começarei por um, por que não?, cemitério. Mórbido? Não, é um lugar de paz. A paz eterna que estará conosco no momento certo. Vamos ao…

Cemitério da Consolação

DSC_1746

Inaugurado em 1858, esse foi o primeiro cemitério público da cidade. Antes de haver cemitérios públicos, os mortos eram enterrados em terrenos de igreja. Aí, me vem a pergunta que não se cala: e quem era ateu, era enterrado onde?

Bem, voltando ao que interessa. Por razões sanitárias (contaminação de solo e água) houve necessidade da criação de cemitérios públicos. Pensem na quantidade de igrejas que há por aí e imaginem a contaminação de todo o solo ao redor de cada uma. Sem falar na falta de preparo adequado para enterro/desenterro. As coisas não deviam ser fáceis.

DSC_1772

Repito o que disse no post sobre o cemitério Père Lachaise:  penso que aqui é um lugar com maior concentração de famosos e ilustres da cidade de São Paulo. Por isso, vou organizar este post por grupo de ilustres (dos quais achei o túmulo).

Inúmeros barões do café estão enterrados nesse cemitério. Dentre as figuras históricas e políticas, temos: Abreu Sodré, Caio Prado Jr, Ademar de Barros, Caetano de Campos, Campos Sales, Júlio de Mesquita, Barão de Antonina, Pérola Byinton etc. Vamos aos que eu consegui encontrar!

Família Álvares Penteado: Sabem a FAAP? Então… dessa família.

DSC_1773

Achei outro túmulo Álvares Penteado. Agora tô confusa! Não sei qual é da família famosa, por isso, fiquem com as duas imagens.

DSC_1762

Marquesa de Santos: Aquela que tem um solar no centro histórico e foi amante de Dom Pedro II.

DSC_1750

Família Matarazzo: o maior mausoléu da América Latina não poderia ser de outra família e não poderia estar em outro lugar. 

DSC_1767 DSC_1765

DSC_1766

Achei também o túmulo abaixo, mas depois de ver dois dedicado à família Álvares Penteado sem saber se ambos pertencem à mesma família, não posso afirmar que a imagem abaixo faz referência à família de Santos Dumont, o aviador.

DSC_1753

Dentre os artistas, estão aqui Paulo Goulart, Georgia Gomide, Armando Bógus, Guiomar Novaes, Ramos de Azevedo e vários outros. Também estão enterrados aqui boa parte dos mentores da Semana de Arte Moderna: Tarsila do Amaral, Mário de Andrade, Oswald de Andrade, Monteiro Lobato… Mas não consegui achar todos os túmulos que queria, ninguém soube me informar como chegar ao túmulo de Mário de Andrade, por exemplo. Só achei esses:

Tarsila do Amaral

DSC_1763

 Monteiro Lobato

DSC_1755

Olívia Guedes de Penteado: Ela não foi artista, mas foi mecenas e ajudou a promover vários artistas modernos, sobretudo os que fizeram a Semana de Arte Moderna no Teatro Municipal em São Paulo. Com tanto mérito, ela não poderia ter menos que uma escultura feita por Brecheret em seu túmulo. Vejam que beleza!

DSC_1758

Por falar em arte e em túmulo, saibam que esse cemitério reúne vários exemplos de arte tumular. Percebam a lindeza desta capela gótica:

DSC_1770

Há esculturas lindas aqui!

DSC_1768 DSC_1749

Vejam mais exemplos: 

DSC_1751 DSC_1747
DSC_1745 DSC_1752
DSC_1756 DSC_1761

Muitos motivos de arte tumular se repetem, vemos muitas imagens de anjos, outras religiosas… Uma imagem que vi representada inúmeras vezes foi a  Pietá. Selecionei uma linda para mostrar:

DSC_1748

Se tiver um tempinho, vá ao Cemitério da Consolação. Não tenha medo, não. É um lugar de paz e de beleza.

Muito +

Veja a série São Paulo que Vale a Pena

Veja a série Comer em São Paulo