Conhecer São Paulo: Estação da Luz

0 Flares 0 Flares ×

Eu já estava com este post pronto, com imagens lindas da Estação da Luz, agendado para ser publicado hoje aí aconteceu o incêndio do dia 21/12/2015, dois dias antes. Coincidentemente, também estava comentando o incêndio que o ocorreu no prédio em 1946. Depois de acrescentar alguns comentários e imagens do atual incêndio, resolvi publicar o post assim mesmo, pois acredito que daqui algum tempo teremos novamente a nossa : 

Estação da Luz

DSC_0277

Ô construção bonitinha! Bonitinha não é elogio, ela é linda! Principalmente porque, além da preservação da arquitetura, ela foi transformada também em lugar de cultura. Aqui funciona o Museu da Língua Portuguesa, mas este é assunto para outro post. 

image024_thumb.jpg

Essa estação faz parte de história de São Paulo, surgiu no momento em que a cidade estava se destacando com a produção e importação de café.  Por falar nisso, um pouquinho de história.

Antes de se chamar Luz, o nome indígena era Campo do Guaré ou Caminho Guarepe, que significava ser uma área pantanosa. O bairro se chama Luz não é por causa da energia elétrica, embora a eletricidade tenha se iniciado em São Paulo por meio desse bairro. O nome é por conta da Nossa Senhora da Luz, santa que tinha uma capela na região.

DSC_0312

Muita gente não sabe, mas essa é a terceira Estação da Luz. Construída num espaço que antes fazia parte do Jardim Público (atual Jardim da Luz que antes de ser Jardim Público pretendeu ser um jardim botânico), a primeira Estação da Luz era pouco mais que um casebre.

A cultura do café, e toda as negociações econômicas envolvidas no processo, demandou progresso, industrialização. Em meados do século XIX, Barão de Mauá já havia percebido que com a estrutura local não era possível desenvolver a economia local a contento. Por isso, ele foi para a Inglaterra pedir ajuda aos europeus e, 1860 foi construída a ferrovia São Paulo Railway para o transporte de cargas que deviam embarcar no porto de Santos. Em 1865, foi construída a Estação da Luz, que gerou grande desenvolvimento na região e, por consequência, investimento da administração pública no local, que integrou a Luz ao centro da cidade, ativando ainda mais o comércio.

Construída entre 1895 e 1900 e inaugurada em 1901, a Estação da Luz que conhecemos hoje, pois a anterior não atendia mais à demanda do progresso.

DSC_1162 DSC_1161

O projeto da Estação foi feito pelo arquiteto inglês Charles Henry Driver, que se inspirou numa estação australiana de Melbourne. Lindo esse estilo estilo neoclássico vitoriano. Boa parte do material da sua construção (ferragens, pisos etc.) foi importado de Escócia, França e Irlanda. Já o material de alvenaria, acredita-se que é de origem brasileira.

DSC_0295

Reparem no emblema da São Paulo Railway nas ferragens da estação.

DSC_0310

Desde o século XIX, a Estação da Luz foi construída sob concessão de uso, o que significa dizer que foi construída pela iniciativa privada (São Paulo Railway Company) que teria exclusividade de exploração do trajeto durante 60 anos. Depois desse período, a estação deveria ser de propriedade do Estado. No dia 07 de novembro de 1946 venceria o prazo da concessão, porém, um dia antes a estação pegou fogo.

Imagem deste link

Não há provas, mas é muito fácil acreditar que o incêndio foi criminoso. Além do grande estrago na arquitetura, vários documentos sobre a concessão etc. foram queimados no acidente.

O Correio Paulistano em Novembro de 1946.

O Correio Paulistano, novembro de 1946. (Imagem deste link)

Vejam a imagem abaixo e percebam a riqueza de detalhes do antigo hall da Estação.

Imagem deste link

Todos os afrescos, foram e detalhes em gesso foram destruídos no primeiro incêndio, mas o teto ainda se mantinha. Até segunda feira (21/12/2015), esse hall estava assim:

DSC_0306

Estava lindo, mas foi necessário fazer um forro sustentado por colunas para esconder o teto danificado pelo primeiro incêndio. Vamos ver mais um pouco da parte que estava linda.

DSC_0298

Vejam alguns detalhes do hall.

DSC_0303 DSC_0299
DSC_0300 DSC_0320
DSC_0322 DSC_0321

Não sei se todos valorizavam esse hall como eu, só sei que o adorava!

DSC_0301 DSC_0302

Em 1982 a Estação da Luz foi tombada pelo patrimônio histórico, o que significa que o prédio deverá apenas ser restaurado, evitando grandes mudanças de estrutura.

DSC_0316

As imagens não estão muito boas, mas o mosaico central estava lindo.

DSC_0324

Não sei se o incêndio recente vai alterar muita coisa dessa estrutura, mas com certeza o teto antigo, que estava escondido, e o forro que o escondeu ficaram perdidos.

Vejam imagens do incêndio recente:

Bombeiros combatem chamas no prédio do Museu da Língua Portuguesa, no Centro de SP, nesta segunda (21) (Foto: Cris Faga/Fox Press Photo/Estadão Conteúdo)

Imagem deste link

Uma triste capa de jornal:

Ainda não sabemos ao certo, mas parece-me que a parte mais afetada pelo incêndio foi a do Museu da Língua Portuguesa (já estava com outro post sobre ele quase pronto). Creio que em breve, apesar de alguns danos, essa parte da estação voltará ao funcionamento normal. 

Já que estou mostrando essas imagens, devo comentar que essa parte linda da estação era a parte dos grã-finos. E até hoje isso, em alguma medida, prevalece. Desse lado da estação temos a Pinacoteca, o Jardim da Luz etc. Do outro lado da estação, voltado para a área menos nobre do bairro, era a entrada dos pobres, por isso não tinha hall. 

image051.jpg DSC_0293

Na parte dos trilhos também havia essa divisão de classes. Na plataforma da esquerda da imagem era o lado dos pobre; na direita, dos endinheirados. Onde hoje há uma plataforma central eram os trilhos para o transporte de carga.

DSC_0289 DSC_0291
DSC_0292 DSC_0307

A mudança mais marcante dessa área está na plataforma central, que substitui os trilhos de transporte de carga. Isso porque o incêndio não atingiu fortemente essa área.

DSC_0308

Você pode não ver tanta beleza em arquitetura, pode não gostar de história…, mas não poderá deixar de visitar esse espaço porque ele é um ponto turístico da cidade. Minha esperança é que o incêndio não tenha causado outros danos irreparáveis além daqueles do teto. A Estação da Luz ainda vai voltar a ser o que sempre foi: um dos símbolos da cidade de São Paulo. Eu acredito. 

Muito +

Veja toda a série Conhecer São Paulo

Veja a série São Paulo que Vale a Pena

Veja a série Comer em São Paulo