Conhecer São Paulo: Museu da Energia

0 Flares 0 Flares ×

 Não escondo minha paixão por museus. Acredito que um museu um dos melhores e mais interessantes lugares para se aprender as coisas. Por isso fui ao…

Museu da Energia 

DSC_1023

 Construída entre 1890 e 1894, essa casa pertenceu à família de Santos Dumont, mais precisamente, o irmão mais velho do aviador: Henrique Santos Dumont. Na época, Campos Elísios era uma região nobre de São Paulo, acho até que a intenção era manter um paralelo com Champs Elysées, em Paris, pois além de copiarem o nome, também copiaram o padrão arquitetônico e a suntuosidade.

DSC_0991

Com a construção das linhas de ferro e as estações de trem na região (Sorocabana e Luz), muitos operários e pobres em geral passaram a frequentar a região, antes tranquila e ryca. Como rico não gosta de estar onde os pobre estão, não demorou muito para a elite-com-aversão-a-pobre vender suas propriedades e debandar geral.

Com o sucateamento da região central, esse foi um dos prédios invadidos por moradores sem-teto até que o governo do estado recuperou o imóvel, restaurou-o e, em 2005, inaugurou no  espaço o Museu da Energia.

DSC_0992

É uma construção que se destaca na região. Está muito bonito! Gostei muito dessas ferragens. vejam um pouco mais de perto. 

DSC_0993

 Só de pensar que na época esses ferros eram torcidos com força mecânica, manual, é de dar arrepios. Salvem os torneiros mecânicos!

Agora vou falar do acervo, depois volto à arquitetura. Vocês conseguem adivinham o que isso na imagem abaixo? 

DSC_1005

 Sim, é uma máquina de lavar. Vejam mais  um pouquinho de “objetos domésticos arcaicos”: 

DSC_1008 DSC_1010
DSC_1006 DSC_1004

 Por ser dedicado à energia, esse museu expõe móveis e objetos domésticos que consomem energia e apresenta algumas fontes de obtenção de energia. Vejam: 

DSC_1016 DSC_1017
DSC_1018 DSC_1019

 Não entendi muito bem o funcionamento de tudo isso, só sei que o objeto da primeira imagem, um cataventinho, é fonte de energia eólica. Nossa! Como sou brilhante. Só que não.

Também há por aqui um pouco de história sobre as fontes de energia de São Paulo. Confesso que espera mais do acervo, não sabia ao certo o que encontraria por aqui, mas eu queria mais. Sou assim mesmo.

Não tive mais. Logo, me contentei em explorar a arquitetura. Vejam que teteia:

DSC_0996

Há partes da decoração em que predominam madeira e paredes brancas, mas há partes coloridinhas, com florzinhas e tudo.

DSC_1021 DSC_1002

 Parece haver uma mistura de estilos aqui: neoclássico, rococó, art deco… ai, fiquei confusa!

DSC_1011 DSC_1000

 Achei legal que fizeram um bom trabalho de restauro; não parte que não quiseram preservar a decoração original, deixaram um quadrado “não atualizado” para fazer referência ao passado. Entendam melhor o que estou dizendo nas duas últimas imagens abaixo.

DSC_0999 DSC_0998
DSC_0997 DSC_0994

Estava esquecendo de dizer que também há um museu da energia em Itu, Jundaí e Salesópolis. Visitem museus! Vale muito a pena!

Museu da Energia

Alameda Cleveland, 601 – Campos Elísios
Telefone: (11) 3333-5600

Funcionamento: ter. a sáb, das 10h às 17h

Entrada: gratuita

 

Muito +

Veja toda a série Conhecer São Paulo

Veja a série São Paulo que Vale a Pena

Veja a série Comer em São Paulo