Entendendo a mitologia: o mito de Narciso

0 Flares 0 Flares ×

Neste vou tratar do mito de Narciso, aquele que, segundo Caetano Veloso, “achou feio o que não era espelho”.

Narciso era filho de um deus, Cefiso, e de uma ninfa, Liríope. Quando nasceu, o adivinho Tirésias (aquele que aparece em Odisseia, Antígona etc.) previu que ele teria vida longa se jamais contemplasse sua própria imagem porque sua beleza demais e poderia descentrá-lo.

As orientações de Tirésias foram seguidas e Narciso cresceu, tornou um rapaz muito bonito e admirado pelas mulheres. Contudo, o belo era arrogante e orgulhoso. Dentre as mulheres que suspiravam por ele, estava a ninfa Eco, que fazia tudo por ele, mas era desprezada, como todas as outras, aliás.

Como mulher desprezada é um perigo, Narciso não perdeu por esperar. A “liga das mulheres” desprezadas pelo rapaz pediram vingança aos deuses. Sabemos que a deusa responsável por essas coisas de amor é Afrodite e tem como auxiliar o Cupido, mas em caso de desamor, de desprezo, a quem recorrer? Quem entrou em ação foi Nêmesis, a deusa do destino, do equilíbrio, da vingança divina. Em consonância ao que previu Tirésias, Nêmisis condenou Narciso a apaixonar-se pelo próprio reflexo na lagoa de Eco. 

Resultado de imagem para eco narciso

Eco e Narciso, de John William Waterhouse (1849 / 1917) (Galeria Waterhouse, Liverpool, Inglaterra)

Isto posto, um dia o belo rapaz foi caçar no bosque e, quando parou para tomar água no lago da armadilha, viu sua imagem refletida nas águas serenas do lago, que pareciam um espelho. Encantou-se tanto com a própria beleza que apaixonou-se pela imagem que via, e ficou em estado de contemplação contínua. Perdidamente apaixonado, Narciso tentava abraçar a imagem, mas ela se desfazia assim que tocava o lago. E assim ficou: tentando concretizar o amor por si mesmo. A partir daqui a história tem dois desfechos: a) ele ficou se admirando até definhar, olhando-se e admirando-se, e depois de sua morte Afrodite o transformou em um flor; b) em razão da impossibilidade de realizar seu amor, decidiu se matar ali mesmo, à margem do lago, do seu sangue na terra nasceram flores brancas, que ficaram conhecidas como narciso.

Narciso, de Caravaggio (Galeria Nacional de Arte Antiga, Roma)

Minha dúvida é: será que ele sabia que a imagem que contemplava era a dele mesmo? Parece que não; se sim, como ficou tentando tocar a água para se tocar!!!!???? 

Muito +

Veja toda a série Entendendo a Mitologia

Veja a série Foco nas Artes