Pisa: a Torre e muito mais

0 Flares 0 Flares ×

A grande maioria das pessoas que vêm a Pisa o fazem por causa da torre. Comigo não foi diferente. Vamos à ela.

Torre de Pisa

Pisa, Itália

Essa torre foi projetada para ficar na vertical, mas em razão do solo e de uma fundação mal feita, ela começou a inclinar durante a construção, em 1173. Ela tem 55,86m  na parte mais baixa e 56,70m na parte mais alta.

Eu imaginava essa torre maior, mas também não esperava que ela fosse tão bonita. Ela é toda de mármore!

Pisa, Itália

Apesar de o interesse principal ter sido a torre, vi outras coisas interessantes na cidade, pois depois que vemos a torre, para fazer valer a viagem, começamos a procurar pelo que fazer.

Logo ao lado da torre há a…

Catedral

Pisa, Itália

Essa catedral é linda por fora e por dentro. Vejam!

Pisa, Itália

Não sei explicar o porquê, mas gosto das imagens de Cristo em que ele não aparece sofrendo. Acho muito apelativo. Uma imagem como a abaixo me agrada bem mais. Vi uma parecida no Museu de Artes da Catalunha, conforme vimos neste post.

Pisa, Itália

Em frente à Catedral está o…

Batistério

Pisa, Itália

Eu não só entrei nele, como subi lá no alto para ter vistas interessantes. Vejam a vista interna.

Pisa, Itália

Vejam a visão externa: é a catedral! 

Pisa, Itália

Ao lado da Catedral e do Batistério, há o…

Campo-santo

Pisa, Itália

Como eu havia comprado um bilhete que dava acesso a todas as atrações desse espaço, fui ao Camposanto porque estava incluso no pacote, mas não sabia do que se tratava, pois na Itália não há muitas explicações sobre as atrações.

Pisa, Itália

Perambulei por aqui, vi afrescos históricos, florezinhas bonitinhas…

Pisa, Itália

… até que estranhei ver vasinhos de florezinhas bonitinhas no chão. Descobri que estava pisando em túmulos. Ui!

Pisa, Itália

Por que não pensei nisso antes, afinal o nome “Camposanto” faz total sentido. Apressei-me em sair dali, cruzei a praça e fui parar do outro lado, no…

Museu delle Sinopie

Pisa, Itália

Nesse museu não há muita coisa, não. Há alguns afrescos dos que também há em Camposanto, mas do que mais gostei foi dos figurinos de filmes épicos. Vi figurinos dos filmes Romeu e Julieta e Irmão Sol, Irmã Lua, ambos de Franco Zefirelli. Vi esses filmes há muito tempo. Tive saudades. Descobri que esses figurinos foram inspirados nas vestimentas de Pisa da época.

Um pouco mais adiante, atrás da torre, está o…

Museu dell’Opera del Duomo

Pisa, Itália

Nesse museu há resíduos arqueológicos da cidade. O museu é maior do que parece, há dois andares para serem explorados além de um jardim de inverno.

Foi aqui que eu entendi que a Torre de Pisa, a Catedral e o Batistério são obras integradas. A Catedral e o Batistério é evidente, mas não a Torre. Ao menos não tinha sido evidente para mim. Na verdade, a Torre de Pisa é o campanário da Catedral. Ela ficou tão famosa por ter dado errado, ou melhor, por ter entortado, que ficou com uma imagem, autônoma, descolada da Catedral.

Pisa, Itália

Quem não visita o museu fica sem saber que a partir dele há uma vista maravilhosa do jardim e da Torre de Pisa.

Pisa é um passeio bem interessante para quem está em Florença e tem uma manhã ou uma tarde sobrando (não é necessário mais que isso).

Bula: Como chegar em Pisa

A partir de Florença é muito fácil chegar em Pisa de trem. Basta que você vá até a estação Florença Santa Maria Novelo e compre um bilhete para Pisa Central ou para Pisa San Rossero. Ambos os bilhetes custam o mesmo preço (7,90 euros); a diferença está no trajeto. Até Pisa Central o trajeto é de 1h, e a estação está a uns 20 minutos a pé da atração principal, a torre. Até a estação Pisa San Rossero o trajeto dura 1h20 mais ou menos, e a estação fica a 5 minutos da torre. Comprei o bilhete para descer na San Rossero, mas quando percebi que teria que descer na Pisa Central e de la pegar outro trem para a Pisa San Rossero, decidi caminhar os 20 minutos a partir da Pisa Central. Na caminhada, me deparei com imagens como esta:

Pisa, Itália

Rapidinhas

Acho uma injustiça apenas a torre ser famosa. Em termos arquitetônicos, tanto a catedral quanto o batistério são fabulosos também.

Se não fosse pelo erro na fundação da torre, a maioria de nós, nem ouviria falar nessa cidade. Acho que esse é um exemplo do ditado: “Há males que vêm para o bem”.

Muito +

Veja o álbum fotográfico de Pisa

Veja a série Rumo à Roma

Veja a série Inverno em Veneza

Veja a série Renascença em Florença