Resenha: A imperatriz de ferro (Jung Chang)

0 Flares 0 Flares ×

 Dessa vez, venho tratar de um livro de não ficção que adorei conhecer. Refiro-me a:

A imperatriz de ferro, de Jung Chang

O enredo

China, século XIX. Cixi (1835-1908), aos 16 anos, foi escolhida para ser uma das concubinas do imperador Xianfeng (1831-1861). Embora não fosse a imperatriz oficial, ela subiu de status ao parir o primeiro filho do imperador, que faleceu jovem, em 1961 deixando o filho de 5 anos, o próximo imperador. Com a condição de mãe do imperador, Cixi aproveitou a oportunidade de obter mais poder e reivindicou para si o título de imperatriz-viúva. Em seguida, deu um golpe ao destituir os regentes e assumindo o poder junto à imperatriz oficial, sua amiga, mas quem realmente liderava era Cixi. Num período de uns 50 anos mais ou menos Cixi saiu e voltou ao poder várias vezes, ficando no comando a maior parte do tempo. Isso porque pouco tempo depois de assumir o poder, seu filho morre, ela volta; o filho adotivo que escolheu, quando alcançou a idade adulta, demonstrou-se incompetente; ela volta ao poder novamente; após conflitos e invasão da China por potências do Ocidente, ela continuou no poder. Assim foi até sua morte. 

Cixi era muito ardilosa, tinha vontade de poder, mas, antes de tudo, queria que a China prosperasse. Por isso, começou a industrializar o país, abriu negociações com o Ocidente, resistia aos avanços do Japão, que intentava invadir o país, aboliu leis extremamente cruéis e, mais ao final, descentralizou o poder do imperador. Enfim, ela elevou a China ao status de país próspero e moderno, tirando-o da situação medieval. Por tudo isso ela foi reconhecida localmente e internacionalmente.

A narrativa

O livro é uma biografia baseada em documentos originais, fontes primárias; logo, a autora fez um trabalho historiográfico de alta qualidade, reconstituindo os fatos minuciosamente.

Minhas impressões e expressões

Adorei ler esse livro e conhecer um pouco mais desse país incrível. Fiquei surpresa em saber que uma mulher esteve à frente, por tanto tempo, de um país tão complexo, alcançando ótimos resultados. Se você quiser saber mais sobre minhas impressões e expressões sobre o livro, assista ao vídeo abaixo.

Viagem na leitura, já que a vida real é insuficiente!