Resenha: Nu, de botas (Antonio Prata)

Nú, de botas, de Antonio Prata
0 Flares 0 Flares ×

Mais um autor brasileiro contemporâneo e pouco conhecido:

Nu, de botas, de Antonio Prata

O enredo

É um livro de memórias. É a história de Antonio, um garoto de classe média que vive no bairro do Itaim, São Paulo, na década de 1980. Todos os acontecimentos são apresentados a partir da memória emocional do autor, que apresenta os fatos como ele lembra de tê-los sentido. Assim, são contadas passagens como separação dos pais, nascimento de irmã, descoberta do sexo de maneira pueril, mas com recursos de linguagem que causam graça e suspense. Tudo que era costume na década de 1980 passa por aqui, é claro que se trata do universo infantil, então, temos os programas de TV da época, as brincadeiras, os lugares em São Paulo, os hábitos da época etc.

A narrativa

É uma autobiografia, logo, a história é narrada em primeira pessoa pelo narrador-autor. O interessante é que ele faz movimentos de ida e vinda entre passado e presente na voz narrativa. 

Minhas impressões e expressões

É um livro muito agradável de ler, principalmente para quem foi criança na década de 1980. As referências da época para o universo infantil estão todas lá. Uma delícia de ler!

Viagem na leitura, já que a vida real é insuficiente!

Muito +

Veja outras resenhas de literatura brasileira

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*