Resenha: O coração das trevas (Joseph Conrad)

0 Flares 0 Flares ×

Dessa vez trouxe a resenha de um livro curto e com temática densa; estou falando de…

O coração das trevas, de Joseph Conrad

O enredo

A bordo de um navio ancorado no rio Tâmisa, Marlow conta a um grupo de amigos sua aventura no Congo, que na época da narrativa era uma propriedade privada do rei da Bélgica. Na estória narrada, Marlow é um funcionário de uma transportadora de marfim por um rio africano. Porém, sua principal função no relato, segundo Marlow, era procurar Kurtz, um famoso comerciante de marfim que estava explorando a região.

A narrativa

A estória é contada em forma de relato, ou seja, em discurso indireto; esse recurso nos distancia da ação, não prendendo a atenção do leitor. Outro fato importante é que num relato indireto como esse, muitos acontecimentos reais podem ser ocultados ou reconstruídos, ou seja, o distanciamento da narrativa conta com a ajuda da memória, que sempre é afetada por questões emocionais.

Minhas impressões e expressões

Confesso que esse tipo de narrativa me deixa um pouco entediada porque não me prende, fica distanciada demais. O enredo é muito bom, mas eu preferia que fosse contado de uma outra forma, de uma maneira mais envolvente, porém, também sei que se a narrativa fosse outra, poderia não haver ambiguidades ou lacunas na obra, o que a torna interessante. Enfim, são minhas idiossincrasias.

DSC_1094

Viaje na leitura, já que a vida real é insuficiente!

Muito +

Veja outras resenhas de literatura inglesa