Resenha: O evangelho segundo Jesus Cristo (José Saramago)

1 Flares 1 Flares ×

 Estava sentindo falta desse autor por aqui. Havia tempos que não falava dele…

O evangelho segundo Jesus Cristo, de José Saramago

O enredo

Em Belém, José e Maria levam uma vida conjugal convencional, até que uma figura que não parece ser terrena, mas que está vestida como um mendigo, bate na casa do casal para pedir algo e avisa à Maria que ela está grávida. O casal segue a vida normalmente até que José houve um guarda dizendo que, por ordem de Herodes, as crianças até três anos deverão ser sacrificadas porque Herodes ficou sabendo que havia nascido o futuro rei dos judeus. Por causa disso, José e Maria fogem para Nazaré, onde ocorre o nascimento de Jesus. Ao saber o motivo da fuga, Maria acusou José por não ter tentado salvar outras crianças, já que soube de antemão sobre o sacrifício. Anos depois, por equívoco, José foi crucificado. Nessa ocasião, Jesus fica sabendo o motivo da fuga de Belém e condena o comportamento do pai. Sem conseguir conviver com esse fato, Jesus sai de casa ainda adolescente e passa a viver com um pastor, figura misteriosa que tudo parece saber e sempre desafia e provoca Jesus. Em meio a sua fidelidade a  Deus, Jesus também questiona várias coisas. Conhece Maria Madalena e passa a viver com ela. Os conhecidos milagres de Jesus começam a acontecer.

A narrativa

O texto de Saramago é sempre incrível, apresenta um narrador onisciente que, ao mesmo tempo em que é onipresente também é irônico. É um narrador que é quase um personagem: muito presente na narrativa e com a função de dar um tom bem específico ao que vai ser contatado. Atenção especial ao controle do tempo, bem demonstrado quando o narrador suspende a narrativa do presente do narrado e adianta parte da história, o futuro do que será narrado. Nessa história, especificamente, é um tipo de narrador muito positivo, pois o enredo já é bem conhecido por todos, o que faz aumentar a expectativa sobre como a história será contada.

Minhas impressões e expressões

A interpretação e Saramago sobre o evangelho não poderia ser mais realista. Fica evidente que o autor deve ter conhecido o teor dos evangelhos proibidos (documentos encontrados no século XIX e atestados como originais, mas recusado pela Igreja), que nos traz outras informações sobre Maria, Judas, Maria Madalena e o próprio Jesus.

Viaje na leitura, já que a vida real é insuficiente!

Muito +

Veja posts de outros textos de José Saramago

Veja mais resenhas de literatura portuguesa

Be the first to comment

Leave a Reply

Seu e-mail não será publicado.


*