Resenha: Ratos e homens (John Steinbeck)

0 Flares 0 Flares ×

Apresento hoje um autor que adorei conhecer e uma obra da qual gostei muito. Estou me referindo a…

Ratos e homens, de John Steinbeck

O enredo

Estados Unidos, Grande Depressão (1929-1939). George e Lennie são dois trabalhadores rurais da Califórnia que procuram fazenda para trabalhar, sonhando ter seu pedacinho de terra para cultivar e ter bichos. George é pequeno e esperto, Lennie é grandalhão e tem mentalidade de uma criança. Lennie faz apenas o que George manda porque não tem condições sozinho de perceber o perigo, o bom senso etc., apesar de ter uma força excomunal. Essa conjunção de fatores fez com que Lennie se metesse em encrenca em uma fazenda em que foram trabalhar. 

A narrativa

O relato é feito em terceira pessoa por um narrador onisciente, que se mantém quase invisível a maior parte do tempo. 

Minhas impressões e expressões

A fala caipiras e com erros somada à relação entre Lennie e George dão o tom de graça no livro, mas a situação é dramática. Dramática pela condição de sobrevivência e pelo desfecho que tem. Obra incrível e tocante.

Viagem na leitura, já que a vida real é insuficiente!

Muito +

Veja mais resenhas de literatura americana

Veja mais posts sobre textos de John Steinbeck