Rota de artista: Leonardo da Vinci

0 Flares 0 Flares ×

 Hoje nossa Rota de Artista é para tratar de uma figura excepcional. Nunca vi alguém com tantos talentos.

Leonardo da Vinci (Anchiano, 15 de abril de 1452 – Amboise, 2 de maio de 1519), embora seja mais conhecido como pintor, também foi cientista, matemático, engenheiro, inventor, anatomista, escultor, arquiteto, botânico, poeta e músico. Ufa! Já já vamos ver um pouco das habilidades inventivas dela, agora nos interessa suas obras como pintor. Da Vinci é autor do quadro mais famoso de todos os tempos. Estou me referindo à…

Monalisa

Não se anime. Ela só parece grande porque a imagem está bem aumentada. Vejam a Monalisa no Louvre e minha tentativa de me aproximar dela.

DSC_0072.jpg

Por que a Monalisa é tão famosa? Creio que há mais de uma resposta para essa questão. A primeira delas é a técnica utilizada por Da Vinci, que nunca época em que não havia tantos recursos, ele representou um sorriso sem mostrar os dentes e o olhar que nos persegue (aonde quer que se vá parece que a imagem está olhando para a pessoa). Outro motivo de fama são as circunstâncias de compra/venda do quadro, pois ele rejeitado pela encomendante. 

Outra obra famosíssima de Da Vinci é A última ceia, um afresco para a igreja de seu protetor, o duque Lodovico Sforza (Sforza está para Da Vinci como os Médicis estão para Michelangelo). Na imagem, temos a representação da última ceia de Jesus com os apóstolos antes de ser traído por Judas. A obra está no convento de Santa Maria delle Grazie, em Milão.

Agora vou mostrar outras duas obras famosas dele, mas não tão famosas quanto as anteriores. A anunciação

…e O batismo de Cristo, ambos se encontram na Galleria degli Uffizi, em Florença.

Bem, chegou a hora de apresentar outras habilidades de Da Vinci. Ele passou a maior parte da sua vida em Milão, a serviço do duque Ludovico Sforza, depois disso, trabalhou em Veneza, Roma, Bolonha até que foi para França.

DSC_0108.jpg

A razão de Da Vinci ter ido para a França se explica pelo fascínio que a França, que ainda não era a França que a gente conhece, tinha pela Itália. Nos século XV e XVI, as regiões que hoje conhecemos por Itália eram a representação da arte, da cultura e do desenvolvimento tecnológico. O rei da França no período, François I, ou Francisco I, preocupado em desenvolver as regiões francesas em termos culturais, levou Da Vinci para Amboise, região do Vale do Loire. Na imagem acima, temos o château, o Clos Lucé, que François I concedeu para Da Vinci morar e também foi onde o pintor morreu. Fiz um post só sobre isso.

+ Clos Lucé e as engenhocas de Da Vinci

DSC_0111.jpg

Na imagem acima, temos a cama em que Da Vinci faleceu. Estão vendo aquele quadro ao lado da cama? É esta imagem aqui, ó:

Em A morte de Leonardo da Vinci, de Ingres, temos o cientista morrendo nos braços de François I. Os franceses adoram essa história, mas não temos como saber se tudo aconteceu assim mesmo. O quadro do château é uma réplica, pois o original está no Petit Palais, em Paris. Eu o vi ao vivo.

No château Clos Lucé há uma passagem subterrânea que dizem ligar este château ao de Amboise, onde o rei passava algumas temporadas. O fato é que os franceses dizem que ambos eram muito ligados, muito íntimos. Hummm… vejam os bustos dos dois no Clos Lucé.

DSC_0113.jpg

Outra imagem feita por Da Vinci que é bem conhecida é o Homem Vitruviano, que nos coloca em contato com o Da Vinci cientista. Ele foi responsável por grande avanço do conhecimento nos campos da anatomia, da engenharia civil, da óptica e da hidrodinâmica.

Já chegou o momento de vermos uma boa imagem de Da Vinci. Vejam a reconstituição em cera que vi no Musée Grevin de Paris.

DSC_0323.jpg

Percebam o objeto que Da Vinci segura na imagem acima, e vejam a maquete dele abaixo…

DSC_0122.jpg

… e a construção dele no imenso jardim de Clos Lucé.

DSC_0141.jpg

Nas imagens abaixo, os dois objetos da parte de cima são maquetes feitas pela IBM a partir dos desenhos originais. Na imagens da parte de baixo são engenhocas construídas a partir dos desenhos e das maquetes. Estes estão distribuídos no imenso jardim do château, disponíveis para a gente brincar.

DSC_0120.jpg DSC_0123.jpg
DSC_0137.jpg DSC_0138.jpg

Percebam no que deu as invenções de Da Vinci, que concebeu ideias muito à frente de seu tempo, como um protótipo de helicóptero, um tanque de guerra, o uso da energia solar, uma calculadora, o casco duplo nas embarcações, e uma teoria rudimentar das placas tectônicas. Além de bobina automática, aparelho que testa a resistência à tração de um fio etc. Ufa!

DSC_0059.jpg

Já vimos a cama em que Da Vinci morre; agora, o túmulo onde ele realmente descansa, no Château d’Amboise.  Mas é na entrada do Clos Lucé que encontramos a placa abaixo:

DSC_0106.jpg

“Clos Lucé, onde morreu Leonardo Da Vinci”

Nunca fiquei sabendo de alguém tão engenhoso, genial e multifacetado como Leonardo Da Vinci. Ô, homem impossível!

Muito +

Veja toda a série Rota de Artista