Rota de Artista: Montmartre – parte I

0 Flares 0 Flares ×

Não há como negar: Montmartre é meu bairro favorito de Paris. Nele há muita história, há menos rebuscamento. É uma delícia passear por esse bairro. E eu passeei, passei muito. Por isso, me dedico a percorrer novamente essas ruas com vocês em mais dois cities tours virtuais narrativos.

Vocês hão de se lembrar que no primeiro post que fiz sobre Montmartre, disse que aqui era a região preferida dos impressionistas e assemelhados. Eu não menti, vocês vão ver.  Venham comigo!

Começando pelo mapinha:

Como ainda não sei mexer direito com esse recurso, não marcos os pontos no mapa e não sei deixá-lo na posição que quero. Mas ele é flexível e vocês podem movimentá-lo à vontade para percorrer os lugares.

Vamos começar pela saída do metrô. Descemos na estação Abbesses (suba um pouco com o mapa e a verá) e nos deparamos com essa belezura em art nouveau. Essa estação foi projetada por Hector Guimard, no século XVIII.

 Seguindo pela Rue des Abbesses, viramos à rue Ravignan e no n. 7 encontramos essa placa: 

DSC_0627

 7, rue Ravignan

… e descobrimos que Max Jacob, o poeta, morou lá. Seguimos adiante, sentido norte, subimos as escadas e desembocamos na Place Émile Goudeau, onde encontramos …

Le Bateau Lavoir 

Le bateau Lavoir

11b, Place Emile Goudeau

Pablo Picasso morou no Bateu Lavoir entre 1904 e 1909, também manteve seu atelier aqui até 1912. Nesse espaço ele compôs a gravura Repas Frugal (1904) as obras do Período Rosa (1905–1907). Aqui também foi um local que reuniu informalmente grandes artistas, como: Georges Braque, André Derain, Raoul Dufy, Amedeo Modigliani,  Maurice Utrillo, Guillaume Apollinaire, Alfred Jarry, Jean Cocteau, Gertrude Stein e Ambroise Vollard. Foi aqui que Picasso pintou Les Demoiselles d’Avignon (1907).

 Subimos mais um pouco e chegamos na… 

Place du Tertre

DSC_0220.jpg

 Nessa praça convergem as ruas de Montmartre. É um lugar super animado, com vários bistrôs e caricaturistas. Em 1898, na véspera de natal, o primeiro carro de Louis Renault subiu morro acima até a Place du Tertre. Foi o início da indústria automobilística francesa.

Saindo da Praça, seguimos sentido rue Norvins até encontrarmos o…

Espaço Dalí

DSC_0227.jpg

11, rue Poulbot

Esse é um espaço onde há muitas esculturas de Dalí, o que não é tão comum de se encontrar.

Seguindo um pouco mais adiante, chegamos à famosa…

Basílica de Sacré Coeur

DSC_0219_thumb.jpg

De onde temos uma vista incrível de Paris.

DSC_0212.jpg

Saindo da Basílica, não vamos descer as escadas, não. Viramos à direita, seguimos em direção à rue du Mont Cenis para ver o…

Antigo Cabaret Patachou

Cabaret Patachou

31, rue du Mont Cenis

Nesse espaço Edith Piaf cantava “La vie en Rose”.

Retornando pela mesma rua, viramos à direita na rua Cortot, onde encontramos a…

 Casa de Erik Satie

DSC_0551.jpg

 6, rue Cortot

No post sobre Honfleur, aquela cidade teteia, vimos a pitoresca casa típica desse músico naquela cidade. Nessa casa, em Paris, ele morou de 1890 a 1898.

Descendo alguns passos, chegamos ao…

Museu de Montmartre

DSC_0222.jpg

 No meu primeiro post sobre Paris, passei por aqui. Vocês lembram? Nesse museu viveu vários pintores famosos, vejam a lista:

DSC_0553_thumb.jpg

  Seguindo adiante, viramos à direita na rue des Saules e nos deparamos com o…

 Clos de Montmartre

DSC_0258.jpg

Um quarteirão onde são plantadas uvas, paisagem atípica na região. Em outubro sempre acontece a Fête des Vendanges ou a Festa da Colheita, uma das festas mais tradicionais de Paris.

Logo em frente ao Clos de Montmartre, há…

 Au Lapin Agile

DSC_0259.jpg

 rue des Saules

Como já vimos no post sobre cafés e intelectuais em Montmartre, esse espaço era frequentado por escritores, poetas, pintores, músicos e atores por volta de 1900.Na época, esses artistas ainda eram desconhecidos, dentre eles estavam: Picasso, Utrillo, Derain, Braque, Apollinaire, Max Jacob, Modigliani, Charlie Chaplin, Ferdinand Léger, dentre outros. Esse cabaré foi imortalizado por Picasso (Au Lapin Agilee por Utrillo (Au Lapin Agile).

Em frente ao Lapin Agile está o Cemitério Saint-Vicent, onde foi enterrado Maurice Utrillo.

Subindo um pouco pela rue des Saules, sentido Clos de Montmartre, viramos na primeira à direita e encontramos…

La Maison Rose

DSC_0557

2, rue de l’Abreuvoir

Nessa casa nasceu e morou Maurice Utrillo, um pintor que pertenceu à Escola de Paris, filho de Suzanne Valadon, também pintora. Ele pintou várias paisagens de Montmartre e foi um dos grandes destaque das artes plásticas parisiense do início do século XX.

Vejam a Maison Rose pintada por Maurice Utrillo:

 La petite maison rose (por volta de 1905 e 1910)

Seguindo em frente pela mesma rua, ao final dela encontramos a…

Place Dalida 

DSC_0619.jpg

 Aqui há um lindo busto da atriz e famosa cantora, que se suicidou em 1987, conforme vimos da Rota de Artista sobre ela.

DSC_0622_thumb.jpg

 Subindo pela rue Girardon, encontramos o Square Suzanne Buisson. Perto dele está o…

Allé des Brouillars  

DSC_0257.jpg

  Allé des Brouillars (Beco da Neblina)

Muitos artistas viveram em casas desse beco. Renoir viveu na casa n. 8 do Beco da Neblina.

Saindo do beco, subimos pela rue Girardon e na esquina com a rue Norvins encontramos a…

 Estátua Passe-Muraille

DSC_0256

 Place Marcel Aymée

Esse cara tentando sair da parede é o Dutilleul, personagem de O passa-paredes, conto de Marcel Aymé. Aliás, podem procurar no prédio que tem nessa praça uma plaquinha indicando que Marcel Aymé morou lá de 1902 a 1967. Não tirei foto, mas ela está lá. Eu vi. 

Seguindo adiante pela mesma rua, encontramos na esquina com a rue Lepic o…

Moulin de la Gallette

DSC_0617.jpg

Só que esse é falso, é apenas um restaurante. O verdadeiro Moulin de la Gallette veremos na segunda parte desse city tour virtual narrativo. O nome real desse é Moulin Radet.

Em frente ao restaurante, do outro lado da rua, vemos uma entradinha que parece uma viela, mas é uma rua, onde há uma residência bem interessante:

Casa de Dalida

DSC_0616_thumb.jpg

11, Rue d’Orchamps

Aqui viveu a famosa cantora de origem italiana e egípcia que os franceses adoravam.

DSC_0614.jpg

“Dalida viveu nesta casa de 1962 a 1987. Seus amigos de Montmartre não a esquecerão.”

Como este post já está bem longo, continuaremos nosso percurso na segunda parte do city tour virtual narrativo por Montmartre. Ainda tem muito o que falar em Rota de Artista por aqui. Aguardem.

Muito +

Veja toda a série Rota de Artista

Veja os posts sobre Montmartre

Veja a série Parada em Paris

Veja também o álbum fotográfico de Paris