Santos: Museu Pelé, Panteão dos Andradas etc.

1 Flares 1 Flares ×

 No outro post sobre Santos, disse que fiz uma rápida passagem pelo centro histórico da cidade. 

+ Santos: a Bolsa Oficial de Café

A passagem foi rápida, mas muito proveitosa.

 Achei uma delícia perambular por essa parte da cidade.

Um dos lugares que fiz questão de entrar foi no…

Convento do Carmo de Santos

 Em estilo barroco, é uma igreja típica do período colonial.

 Nas informações sobre a igreja, diziam que havia obras do Benedito Calixto aqui, mas não encontrei nada. Talvez estejam no convento. 

Porém, encontrei algo que me agradou bastante: a imagem de Nossa Senhora de Montserrat. 

É uma Nossa Senhora negra, conheci o culto a ela quando estive no Santuário de Montserrat, na Espanha.

+ Montserrat: religião, arte e ecoturismo

Comparem a imagem acima com a imagem abaixo, do Santuário. 

Ao lado do Convento do Carmo, está o…

Panteão dos Andradas

Um panteão é uma espécie de mausoléu, por isso, aqui estão os restos mortais de José Bonifácio de Andrada e Silva, o patriarca da independência.

Vejam mais de perto.

Por aqui também há outros túmulos de parentes dele, acho que são irmãos.

Indo para outra parte do centro histórico, vemos essa construção:

 Essa é a antiga estação de trem da cidade por onde operava a linha Santos-Jundiaí. Atualmente, o edifício abriga a Secretaria de Turismo.

É por isso que esse bondinho turístico sai de frente à essa construção.

Em frente à ex-estação, encontramos o…

Museu Pelé 

Inaugurado em 2014, esse Museu funcionava numa antiga construção de estilo colonial.

Nesse Museu, que funciona em praticamente quatro andares, vemos muitos objetos que marcaram a vida esportiva do craque.

 No térreo vemos objetos pessoais, desde a infância até a fama.

Nos andares superiores, vemos detalhes das copas do mundo das quais Pelé participou.

 É um espaço bem legal, imperdível para os fãs e amantes de futebol.

Agora, num último giro pelo centro histórico, encontramos a…

Casa da Frontaria Azulejada

Essa casa foi construída em 1865 para um comendador português. Ela é destaque por sua construção que mescla fachada de influência neoclássica e os famosos azulejos em alto-relevo importados de Portugal. 

Continuando com a perambulação, passamos por… 

Prédio dos correios…

 

Prefeitura…

 Alfândega…

Termino com essa imagem que me encantou: 

Temos aqui um resquício do que era a cidade em tempos remotos.

Muito +

Veja outros posts sobre arredores de São Paulo

Veja a série Conhecer São Paulo

Veja a série Comer em São Paulo

Veja a série O que fazer em São Paulo

Veja a série História de São Paulo

Veja a série São Paulo que Vale a Pena