Seguro viagem: é mesmo necessário?

0 Flares 0 Flares ×

Não aconselho ninguém a sair do país sem a aquisição de um seguro viagem, a não ser que seja comprado um pacote turístico, situação em que esse seguro já faz parte do preço cobrado.

Se o destino for a Europa, atenção! Por volta de uns 30 países da Europa são signatários do Tratado de  Schengen, que torna obrigatório ao viajante a apresentação prévia do comprovante de seguro, com cobertura no valor mínimo de 30 mil euros.

O que o seguro cobre? Isso depende da modalidade e do preço pago. As principais coberturas são: assistência médica, odontologia de urgência, medicamentos, traslados médicos, repatriações, retorno do acompanhante ao titular repatriado, reembolso por gastos por atraso ou cancelamento de voo, diferença de tarifa por viagem de retorno adiada ou antecipada, assistência em caso de roubos ou extravio de documentos, localização de bagagens, indenização por extravio de bagagem, cancelamento de viagem por qualquer motivo, indenização para família em caso de morte acidental em transporte público, dentre outras.

Há empresas que podem ser facilmente contratadas pela internet. Eu indico a Real Seguro Viagem, que é de confiança. Em menos de 10 minutos é possível resolver essa questão.  Clique no banner abaixo e confira! 

Seguro viagem geral 728x90