Swiss pass: vale a pena ou não?

0 Flares 0 Flares ×

DSC_0764

Em outro post, eu tratei de cartões turísticos, indicando um site com os valores dos cartões em várias partes do mundo. Neste post, falarei do Swiss Pass, passe que foi comprado, utilizado e testado por mim.

Esse cartão só pode ser vendido para quem não mora na Suíça. Ele te permite andar de trem pela Suíça, de uma cidade a outra, a utilizar transporte público (ônibus, trem e tram (uma espécie de bonde)), a fazer passeios de barco e ter acesso a dezenas de museus em todo o país.

A princípio, achei que não seria necessário, no meu caso, ter um Swiss Pass. Passei os dois primeiros dias (em Genebra e em Berna) sem a cobertura desse bilhete. Mas quando tive que pagar CH49,00 para ir de Genebra a Berna resolvi comprar o bilhete. Como não havia a opção para 5 dias, comprei um para 4 dias (CH272,00). Vejam os gastos:

  • Passagem para Jungfrau (desconto de 25%) = valor CH298,00 – paguei CH200,00 (economia de CH98,00)
  • Passagem de Interlaken a Lucerna = CH29,00
  • Passagem de Lucerna a Zurique = CH47,50
  • Passagem de Zurique a Moutreux = CH68,00
  • Passagem de Moutreux ao aeroporto de Genebra = CH148,00
  • Knustmuseum Luzern = CH15,00
  • Richard Wagner Museum = CH8,00
  • Transporte público nas cidades = (não consigo mensurar porque utilizei muitas vezes trams e ônibus)

Custo total = CH613,50

Custo utilizando o Swiss Pass para 4 dias CH472,00 (CH472,00 do bilhete + CH200 do Jungfrau). Tive uma economia de mais de CH140,00 e poderia ter aproveitado o bilhete bem mais. Eu poderia ter aproveitado o bilhete bem mais em Zurique, no entanto, tentei fazer um cruzeiro no lago Zurique, mas não deu certo; tentei visitar o museu Landesmuseum, mas estava fechando. Se tivesse tido mais tempo, poderia ter usado o Swiss Pass para fazer um cruzeiro de Lucerna a Lugano.

Bula: como comprar o Swiss Pass

Se você está na fase de planejamento da viagem e quer deixar tudo organizado e quitado, poderá comprar o bilhete pelo site , que te entregarão em casa e cobrarão uma taxa por isso.

Estando na Suíça, você poderá comprá-lo em qualquer estação de trem.

Você não precisa substituir o Swiss Pass por nenhum outro ticket. Basta que, aos fiscais do trem e na bilheteria dos museus, você apresente o Swiss Pass que sua viagem ou sua visita ficará garantida.

Recomendo a compra do Swiss Pass, não apenas pela economia ou porque os trens são pontuais e bem estruturados, mas pela possibilidade de viajar de uma cidade a outra pela Suíça com vistas maravilhosas.

Muito +

Veja os posts sobre outras regiões da Suíça: Genebra, Berna, Interlaken, Jungfrau, Lucerna, Zurique e Montreux

Veja outros posts sobre dicas de transporte

Veja também o álbum fotográfico da Suiça