Viagem barata: 15 dicas importantes

0 Flares 0 Flares ×

Se você gosta de viajar, mas está com medo da crise, não sofra! Economize! 

Venho com mais dicas de viagem e, novamente, considerando um baixo orçamento. Vamos conferir?

1. Escolha um país que não precise de visto. Para que gastar com visto em tempos de crise? entre no Portal Consular e pesquise as exigências de cada país.

2. Aproveite as promoções de passagens aéreas. Já fiz um post indicando os sites que divulgam ofertas de passagens aéreas, lembram? Se não, veja aqui. Se você for para a Europa e precisar fazer deslocamentos internos, considere as viagens low cost. Já falei muito delas neste blog. Veja tudo aqui.

3. Acumule pontos. Ainda pensando em passagens áreas, há a possibilidade de troca de pontos de cartão de crédito ou milhas de viagem para trocar por passagens aéreas. Neste link, há uma explicação sobre o acúmulo e o resgate de pontos dos principais programas em empresas aéreas. Também é possível fazer avaliações de hospedagem e atrações turísticas no Tripadvisor e acumular pontos Multiplus. É possível acumular até 1.500 pontos por mês, saiba mais aqui.

4. Avalie o custo de vida. Neste post, tratei de um programinha que faz a conversão do custo de vida da cidade em que você está e para onde deseja ir. Ele compara não apenas o custo, mas a categoria que é mais dispendiosa (ex. alimentação, hospedagem, etc.).

5. Consulte blogs de viagens. Em blogs de viagem como este que você está acessando há várias dicas muito boas sobre tudo. Existe até uma rede desses blogueiros da qual eu também participo. Acesse a Rede Brasileira de Blogueiros de Viagem e pesquise as melhores dicas sobre o destino que você elegeu.

6. Seguro viagem gratuito. Se você pagar suas passagens aéreas com cartão de crédito, é possível que a operadora do cartão te conceda o seguro viagem gratuitamente. Ligue na sua operadora e verifique esse benefício. Caso seu tipo cartão não esteja contemplado com esse benefício, veja aqui um site para fazer cotação e descobrir a melhor opção para seu caso. Se você não sabe do que estou falando e não entende nada sobre seguro, veja este post.

7. Pesquise o que há gratuito por aí. Há vários aplicativos de viagens gratuitos que podem te ajudar desde o planejamento da viagem até a melhor forma de aproveitar seus recursos. É só pesquisar. Além disso, tenho divulgado guias de viagem gratuitos, falei disso aqui e aqui.

8. Opte por hospedagens alternativas. Esse é outro assunto que já tratei diversas vezes neste blog. Além dos hostels, que nem de longe corresponde à visão preconceituosa que muitos ainda têm sobre eles, já vimos as opções cama e café, couchsurfing, traillers, etc. Relembre de tudo aqui.

9. Coma mais barato. Neste post, dei dicas de como gastar menos com comida. Corra lá para ver.

10. Compre souvenirs em mercados públicos. Se na cidade que você visitar tiver mercado público, na maioria das vezes lá será o melhor lugar para comprar as famosas lembrancinhas de viagem.

11. Considere o que vale a pena comprar. Eu sei que a gente gosta de dizer que comprou isso na França, aquilo nos EUA etc. Muitas vezes os objetos que consideramos gringos são made in China. Pesquise antes de viajar o que realmente vale a pena comprar no país. Sempre publico posts sobre esse assunto quando volto de viagens, como foi o caso da Suíça, de Paris, de Praga… veja aqui.

12. Barganhe sempre que possível. Essa dica vale principalmente se você for comprar objetos em feiras ou em camelôs. Não tenha vergonha de barganhar, em muitos países como Turquia, Peru, dentre outros, os comerciantes realmente esperam que você barganhe.

13. Utilize transporte público. Se for para um país bem desenvolvido, não tenha medo, utilize transporte público porque funciona muito bem e todo mundo usa. O conceito de transporte público no exterior é bem diferente do que temos no Brasil. Na gringa, transporte público não é coisa de pobre, não.

14. Pesquise atrações gratuitas. Na maior parte dos países, museus e várias outras atrações são gratuitos em horários e/ou dias específicos da semana. Pesquise isso antes de fazer sua programação. Também já falei disso por aqui, confira.

15. Utilize cartões turísticos. Outra boa opção para economizar nas atrações e até mesmo no transporte público são os cartões turísticos. Já falei deles várias vezes aqui. Confira aqui.

Roma-pass_thumb.jpg

Posso garantir uma coisa: a crise não é desprezível e nem deve ser negligenciada, mas será melhor suportada se a gente não deixar de fazer as coisas de que gosta. Basta economizar que dá para se privar menos de tudo de bom que a vida tem para nos oferecer.