Você sabia?, n.9: etimologia e horário das refeições

0 Flares 0 Flares ×

Você sabia como surgiu a etimologia e o horário de nossas refeições?

A primeira refeição que aparece na língua portuguesa é o jantar [na minha terra, essa refeição se chama “janta”; e “jantar” é verbo, que significa comer a janta]. Veio de jentare, do latim dos clérigos, radicado em jantare, do latim vulgar. Perdendo o ”e”, fixou-se no português ainda no século XII.

No no século XIII entrou em cena a ceia. Do latim coena, a ceia ficou sendo a última refeição do dia e a mais suculenta [ainda hoje é assim, lembrando da ceia de Natal] e o jantar era o que hoje conhecemos como almoço, só que sem horário definido.

No século XIV, mais uma reversão. O jantar teve horário fixo: meio-dia. Nesse mesmo século,  o almoço, do latim alius morsus (outro bocado), tomou o lugar da janta, ou melhor, do jantar. Mas o que significava esse tal de “outro bocado”? Mordere, em latim, tem o significado de morder, beliscar, mastigar, comer. Morsus é o particípio deste verbo, e alius tem o sentido de outro. Portanto, alius morsus indicava uma refeição intermediária entre a primeira e a última, mas sem horário fixo.

Como a janta teve o horário tomado pelo almoço, como refeição intermediária, o jantar passou a ser a primeira refeição, o desjejum.

Com o passar do tempo, o almoço fixou-se ao meio-dia, e o antigo alius morsus, que permaneceu no mesmo horário, entre nove e dez horas da manhã, tomou o nome de outra refeição: a merenda.

Do latim merenda, a palavra “merenda” foi radicada originalmente no grego meiromai (designando parte de uma recompensa, recebida em alimentos, que o agraciado fazia por merecer) e tinha mais ou menos o sentido de um vale-refeição avant la lettre [hoje conhecido como vale-coxinha].

E agora, só para ficar facinho, vou sintetizar para vocês: a refeição que era janta transformou-se em ceia;  a janta, antes de ser café da manhã, era almoço, que antes de ocupar o lugar da janta, era a merenda, hoje é o café da manhã, o qual antes era a janta. Entenderam?

Em minha terra, não evoluímos desse tanto, não. Somos conservadores. Em MG, o almoço ainda é às 10h e a janta às 16h ou 16h30.

Curiosidades históricas 

Não foi apenas no português que a denominação das refeições mudou de nome ou de horário. No inglês, lunch também designou originalmente o almoço, passando depois a merenda, bocado, sentido que conservou no português lanche. O francês déjeuner designou originalmente tanto o desjejum, o atual café-da-manhã, como o almoço, que também na França mudou de horário, passando da primeira para a segunda refeição. Atualmente, a França continua tendo o déjeuner (almoço) e também tem o petit-déjeuner (café da manhã). Hoje, em Portugal, o termo utilizado para expressar o café da manhã é como no francês: pequeno almoço.

No século XIII, portanto ainda no alvorecer da língua portuguesa, a ceia já era a refeição principal. No dia 24 de dezembro, passou a ser feita depois da Missa do Galo, no alvorecer do dia seguinte, pois era necessário guardar jejum antes da missa de Natal, quando a maioria da comunidade comungava.

Com a implantação do catolicismo em todo o Império Romano, a partir do século IV, a ceia de natal tomou conta do Ocidente, transformando-se na principal refeição de romanos e judeus, tanto que Jesus celebra a Última Ceia ao entardecer de quinta-feira, num cenáculo, nos arredores de Jerusalém, pouco antes de ser preso, torturado e condenado à morte.

A entrada da palavra “anfitrião” nas línguas neolatinas ocorreu no início do século XVII, por meio de Molière que transformou Amphitryon, o nome do rei de Tebas, em substantivo com a acepção que tem até hoje (aquele que oferece e paga as despesas de um jantar, festa ou banquete, dono da casa).

Muito +

Veja toda a série Você sabia?